segunda-feira, 21 de março de 2016

QUANDO UM CAMINHO PARECE DIREITO (9)




“Há caminho que ao homem parece direito, mas ao cabo dá em caminhos de morte” (Provérbios 14:12)
O TRISTE RESULTADO DA MORTE.
        Caro amigo, estou chegando ao fim desses breves comentários acerca desse verso tão revelador e tão cheio de amorosas advertências aos homens. Mas para encerrar veremos agora o triste resultado da morte. Quando Deus desce Sua mão de punição sobre este mundo, eis que os homens parecem feras soltas, à busca de suas paixões, por essa razão eles correm como cavalos para a batalha por esses tenebrosos caminhos. Nós nem mesmo podemos imaginar os perigos que envolvem os caminhos que aos olhos dos homens parecem direito.
        Quando Deus trouxe Sua punição sobre a casa de Davi, devido ao gravíssimo pecado cometido no adultério e assassinato, eis que imediatamente a mão protetora do Senhor saiu e o mal entrou com violência, num ambiente de onde se espera paz. Foi assim que os desejos simples para o pecado manifestaram sua intensa ferocidade; foi assim que um mero desejo sexual foi tremendamente avultado, a fim de empurrar um homem a violentar uma jovem indefesa; foi assim que um mero ódio deu lugar à disposição de assassinato entre irmãos; foi assim que Davi sentiu na pele o fato que a ausência da misericórdia de Deus no viver faz com que o mal entre, promovendo discórdia e despertando a fúria dos homens, até mesmo naqueles que ninguém espera – num filho.
        Amado leitor, vemos que os caminhos que aos olhos dos homens parecem direitos, dão em caminhos de morte em seus resultados imediatos. Não foi assim com Abimeleque, o filho de Gideão? Quão forte era o seu desejo de ser rei, e foi nessa ambição que seus olhos fecharam para tudo o que representa justiça, temor, juízo e compaixão. Quando matou seus irmãos, então seu caminho foi marchar para a morte inevitável, o que de fato aconteceu. Os homens que correm pelos caminhos que aos seus olhos parecem tão belos, eis que são saudados pela morte lá adiante.
        A ausência de temor a Deus é a causa maior da ruína de muitos. Até mesmo naquelas coisas simples da vida, nos interesses mais sadios, como de estudar, ter uma profissão, casar e viver uma vida confortável aqui, pode bem ser o caminho fácil e belo para encontrar com a terrível morte lá adiante. Ela pode estar assentada ao num belo carro; pode estar naquela esquina aguardando o momento certo; pode estar deitada na cama de alguém, sem a pessoa saiba. Um jovem estava se divertindo com seus amigos depois de ter passado no vestibular. Naquela euforia eis que por brincadeira um colega lhe atirou um pequeno vaso em sua cabeça, matando-o na hora. Os belos caminhos deste mundo; especialmente aqueles que parecem cheios de luz e de esperança de uma vida melhor e tão sonhada aqui, podem guardar os maiores perigos para as almas inadvertidas.
        Caro amigo, a Bíblia está cheia de seríssimas advertências aos homens: “Que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro e perder sua alma”. Nada impede que os homens que vivem no maior conforto em seus caminhos possam achar a morte imediatamente. Nada mesmo! O que brilha do céu na terra é o Sol da misericórdia de Deus, e com Ele estão as chaves da morte e do inferno (Apocalipse 1:18. Para os pecadores a mensagem de advertência é: “Arrependei-vos e convertei-vos, para que sejam cancelados os vossos pecados” (Atos 3:19). O homem que anda sonhando em seus caminhos aparentemente belos aos seus olhos, são chamados por Deus de loucos, porque é nessa impressão de bem-estar que caminham para a perdição.
        Oh pecadores, venham a Cristo agora! Caiam aos pés do Senhor, pobres vermes que rastejam neste mundo, achando que encontrarão conforto e vida aqui!

Nenhum comentário: